Metamorfose


Concurso de ideias para um conjunto habitacional no centro histórico de Braga — Rehabitar o Centro

2º lugar

Colaboração com Cátia Lopes, Luísa Soares e Tomé Capa


Construir com o construído. Construir com a esperança do futuro. Construir com a necessidade do presente. FERNANDO VILLANUEVA SANDINO

A cidade contemporânea é uma mega-estructura já constituída. Portanto, deveria ser sempre uma questão de modificá-la, de optimizá-la em vez de artificializá- la. Hoje em dia aquilo que conta são as relações entre as coisas, dentro delas e com elas. Pensamos que o existente se erige como um suporte poderoso da imaginação. ANNE LACATON & JEAN-PHILIPPE VASSAL

To build with the hope of the future. To build with the need of the present. FERNANDO VILLANUEVA SANDINO

The contemporary city is a mega-structure already formed. Therefore, it should always be a matter of modifying it, of optimizing it rather than artificializing it. Nowadays, what matters is the relationship between things, within them and with them. We think that the existing stands as a powerful support of the imagination. ANNE LACATON & JEAN-PHILIPPE VASSAL








Quando se coloca a hipótese de intervir em edifícios existentes, levanta-se sempre o dilema entre a conservação e substituição moderna, no fundo a opção entre o antigo e o novo. A incorporação do antigo no novo, foi-se produzindo diversas vezes de forma espontânea e progressiva, em que o tempo era o elemento distanciador e corretor das várias opções arquitectónicas, construtivas, programáticas.

Além da questão antigo/novo, surge uma outra, essencial para pensar uma reposta ao desafio lançado pelo concurso: como tornar uma casa que era para “um”, numa casa para “todos”?

When one lays the hypothesis of intervening in existing buildings, it always rises the dilemma between conservation and modern substitution, which is the option between old and new.  The incorporation of the old into the new was produced several times in a spontaneous and progressive way, where time was the distancing and correcting element of various architectonic, constructive and programmatic options.

Besides the old/new question, another one emerges, essential to think a response to the challenge launched by the contest: how to change a house which was for “one”, in a house for “all”?
Potenciar a relação de cada apartamento com a rua e o logradouro/jardim de Inverno

Escada enquanto elemento estruturante do sistema

Jardim de Inverno enquanto espaço entre o interior e o exterior

Criação de um módulo base para a ampliação do existente



Várias casas, um lote, um sistema


Potenciar a ocupação do logradouro


Criação de módulos de ligação






Tendo em conta a intenção programática de criar apartamentos que variem entre o T0 e o T2, um dos pontos principais da proposta é a flexibilidade dos espaços de habitar. Partindo de três módulos estruturantes – módulo base, módulo de expansão e módulo de ligação – pretende-se que sejam possíveis as mais variadas formas de associação dos mesmos, gerando tipologias que vão de encontro ao pedido, mas também outras, como as tipologias T3 ou T4.

Considering the programmatic intention of creating flats which vary between T0 and T2, one of the main focus of the proposal is the flexibility of living spaces. Starting from three structural modules – base module, expansion module and connection module – it is intended to make it possible the most various forms of association with them, producing typologies that meet the request, but also others, such as T3 or T4 typologies.







Entendemos que o edifício onde hoje se encontra o estaleiro cultural “Velha- a-Branca” deva manter o seu carácter colectivo nos espaços da antiga sala de actos e no bar e esplanada, passando a funcionar como zona comum dos moradores.

Propomos ainda a criação de um novo bar, com um novo tanque, no último patamar do terreno, enquanto elemento estruturante de ligação ao espaço público a norte. Esse elemento será também o remate do eixo de ligação entre os dois extremos do terreno, entrando-se pelo edifício E4, potenciando assim uma nova relação urbana.

We understand that the building where the cultural association “Velha-a- Branca” is today should keep its collective character in the old conference room, bar and courtyard spaces, while becoming a common area for the residents.

We also propose the creation of a new bar, with a new tank, on the last level of the site, as structuring element of connection to the north public space. This element will also be the top connection of the axis between the two ends of the intervention area, coming in from the E4 building, thus stimulating a new urban relationship.





O confronto com o existente e a introdução de um programa que pode gerar conflitos com o mesmo, leva-nos a partir para uma atitude que procura primeiro compreender as qualidades daquilo que existe para, a partir daí, pensar a sua transformação a partir de dentro. A sua metamorfose.

The confrontation with the existing and the introduction of a program that may cause conflicts with the same one, leads us to take an action that first seeks to understand the qualities of what exists to, from there, think its transformation from within. Its metamorphosis.


Piso Entrada

Piso 1





Piso 2



Piso 3



 © 2020 António Pedro Faria. Todos os direitos reservados |  website design: Miguel Santos